CBA Alumínio

mai sex, 2022

Tecnologia permite otimização de processos fabris em operação ou em projeto, através do seu gêmeo digital, baseado em modelagem matemático-computacional

 

São Paulo, 02 de maio de 2022 – A Companhia Brasileira de Alumínio (CBA)  traz mais uma inovação com a tecnologia Digital Twin, que cria uma cópia gêmea da unidade no meio digital, importando desde processos a maquinários, para que oportunidades de otimização sejam feitas antes mesmo da implementação na unidade física. Na fábrica de Alumínio (SP), a empresa fez o uso da tecnologia seis meses antes de começarem as operações na planta de destilação –  etapa em que consegue, por separação química das frações moleculares de interesse, regenerar o do óleo de laminação em sua constituição original para que seja reutilizado outras vezes no processo – e, após um curto tempo de implantação, a CBA já estimou retorno financeiro de cerca de R$ 1,5 milhão em um ano.

O modelo digital foi construído em apenas três meses, sem a necessidade de investimentos extras. Para a criação do projeto, a CBA montou uma equipe de três profissionais, que desenvolveram a planta integralmente em python – uma linguagem Open-Source de propósito geral usado bastante em data science, machine learning, desenvolvimento de web, desenvolvimento de aplicativos, automação de scripts, fintechs, etc – e a colocaram em funcionamento. Como resultado, o gêmeo digital da unidade de destilação encurtou o tempo de alcance do seu rendimento máximo, fazendo com que, em apenas três meses de operação, a cópia digital alcançasse o desempenho previsto no projeto. Caso fosse realizado diretamente na planta física, esse tempo se estenderia para um período de oito meses a um ano.

Por causa do sucesso do projeto, a CBA já está trabalhando em simuladores digitais para componentes de um dos seus principais laminadores – uma máquina que atua nos primeiros estágios de redução de espessura do alumínio solidificado. O objetivo é evitar quebras, estender o tempo de vida e mitigar riscos de paradas de operação. A previsão é que neste ano seja concluído esse gêmeo digital do laminador.

O Digital Twin é apenas um dos vários investimentos da CBA em tecnologia e inovação nos seus processos. Até 2025, a Companhia planeja investir em iniciativas de modernização de linhas de produção, Inteligência Artificial (AI), Advanced Analytics, robotização e automatização de processos, mobilidade operacional, integração digital na cadeia com clientes, além de linhas piloto de produção e de prototipagem para desenvolvimento ágil. Alguns dos avanços da chamada revolução digital que já podem ser vistos na Companhia são o uso de inteligência artificial, automação e de sistemas analytics, treinamentos virtuais e soluções em logística. Esse investimento faz parte do total de R$ 27,3 milhões da Companhia direcionados para projetos de transformação digital.

 

 

Sobre a CBA

Desde 1955, a Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) produz alumínio de alta qualidade de forma integrada e sustentável.

Com capacidade instalada para produzir 100% de energia vinda de hidroelétricas próprias, a CBA minera a bauxita, transforma em alumínio primário (lingotes, tarugos, vergalhões e placas) e produtos transformados (chapas, bobinas, folhas e perfis). Em estreita parceria com seus clientes, a CBA desenvolve soluções e serviços para os mercados de embalagens e de transportes, conferindo mais leveza, durabilidade e uma vida melhor

A CBA está bem perto de você. Acesse: www.cba.com.br.

 

Atendimento à Imprensa – CBA – Agência Fato Relevante

cba@agenciafr.com.br

Nayana Arruda – nayana.arruda@agenciafr.com.br | (21) 9.9932-9732

Cleide Rodriguez – cleide.rodriguez@agenciafr.com.br | (11) 99935-0102

Luiz de Queiroz  – luiz.queiroz@agenciafr.com.br | (11) 9.7444-9974