CBA Alumínio

fev qua, 2020

Parceria pela Valorização da Educação (PVE) promove formação continuada de professores e ajuda o município a evoluir no IDEB de forma mais rápida

Com a continuidade dos trabalhos confirmada para o ano de 2020, o programa Parceria pela Valorização da Educação (PVE) manterá, pelo 12º ano consecutivo em Niquelândia (GO), as atividades para impulsionar transformações na educação pública, por meio da mobilização social das comunidades e da qualificação das práticas de gestão educacional e escolar. O PVE é promovido em 17 estados brasileiros pelo Instituto Votorantim e empresas do Grupo Votorantim. Em Goiás, conta com investimentos da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA).

Em 2019, o PVE atendeu mais de 1,2 mil escolas, impactando 360 mil alunos em todo o país. Ao todo, foram capacitados 2.456 diretores e coordenadores pedagógicos, além de 750 técnicos das secretariais municipais de educação.

“A estratégia é, de um lado, engajar a população, fortalecendo a demanda por uma educação pública de qualidade e, de outro, qualificar a gestão escolar e educacional. Municípios menores, com estruturas mais enxutas e menos recursos conseguem atuar de forma mais efetiva quando participam do PVE. Avaliações externas de impacto apontam que o PVE ajuda os municípios participantes a evoluir no IDEB de forma mais rápida”, detalha Fu Kei Lin, analista de Projetos Sociais do Instituto Votorantim.

Beneficiados

Em Niquelândia, uma das beneficiadas pela ação é a Escola Municipal Padre Valentim Rodrigues, que possui 728 alunos, da Educação Infantil até o 9º ano e do Ensino de Jovens e Adultos (EJA). Anualmente, a diretora da escola, Maria de Fátima Moreira, acompanhada de um coordenador, participa das capacitações do PVE. O conteúdo aprendido é compartilhado com outros 60 professores e coordenadores, que implementam as ações em seu cotidiano escolar.

Maria de Fátima Moreira é diretora da Escola Municipal Padre Valentim Rodrigues de Niquelândia | Foto: Divulgação/CBA

“O PVE é um suporte muito importante para o município e para as escolas. O município não tem condições de fazer, nem de levar a gente para fazer uma formação continuada fora daqui. Com o PVE a gente consegue ter essa formação na porta da nossa casa”, ressalta a diretora.

Maria de Fátima conta que o benefício chega, principalmente, aos 327 alunos da Educação Infantil. “A partir das reuniões do PVE fomos capacitados a fazer o acompanhamento pedagógico dos estudantes. Agora, nos conselhos de classe relatamos todo o processo de aprendizagem de cada aluno e trocamos sugestões e experiências de forma que o professor saia dali com um plano de ação para os alunos em que cada um tem sua responsabilidade, desde o professor, o coordenador até a própria família das crianças”, relata.

Abrangência

A troca de experiências é especialmente importante quando se observa características geográficas que impactam diretamente na gestão da Educação municipal: com mais de 9 mil km², Niquelândia é o município com maior área em Goiás. “Temos escolas que estão há mais de 280 quilômetros de distância da Secretaria de Educação e não contavam com coordenação pedagógica. Em 2019, mudamos essa realidade nas 11 escolas municipais da zona rural. Esse avanço é resultado do apoio do PVE, que ao longo de todos esses anos nos ajudou a desenvolver competências profissionais e a aprimorar a gestão, contribuindo diretamente na melhoria da qualidade do ensino”, explica o Secretário de Educação de Niquelândia, Wesley Campos.

Para ele, o programa traz motivação para gestores da área da Educação e professores da região superarem obstáculos e promoverem melhorias nas redes de ensino. “O PVE nos coloca em uma rotina prática em busca de melhorias para as escolas e para a educação de forma geral. Traz melhorias no acompanhamento da aprendizagem, da gestão e das ferramentas de trabalho e impacta diretamente no relacionamento das escolas com alunos, as famílias e a comunidade”, destacou.

Reunião do grupo de Mobilização Social do PVE em Niquelândia, em 2019 | Foto: Divulgação/CBA

Saiba mais – O PVE é executado em quatro ciclos, por meio de frente de fortalecimento da gestão, que envolve a qualificação de técnicos das secretarias de Educação, gestores educacionais e escolares. A outra frente é a de mobilização social, que visa engajar a comunidade para aumentar a participação local nas demandas por uma educação de qualidade.

No primeiro clico ocorre a definição das competências prioritárias e do problema educacional que vai conduzir a formação. Depois, é feita a formação em conteúdos específicos e a realização de atividades práticas que discutem o conteúdo. Por fim, é feita a consolidação dos conteúdos aprendidos e compartilhamento do aprendizado.

O tema central das atividades em Niquelândia em 2020 será definido durante o 1º Ciclo de Atividades nos dias 1, 2 e 3 de abril.

Sobre a CBA

Desde 1955, a Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) produz alumínio de alta qualidade de forma integrada e sustentável.

Com capacidade instalada para produzir 100% de energia vinda de hidroelétricas próprias, a CBA minera a bauxita, transforma em alumínio primário (lingotes, tarugos, vergalhões e placas) e produtos transformados (chapas, bobinas, folhas e perfis). Em estreita parceria com seus clientes, a CBA desenvolve soluções e serviços para os mercados de embalagens e de transportes, conferindo mais leveza, durabilidade e uma vida melhor.

A CBA está bem perto de você. Acesse: www.cba.com.br.

Informações para a imprensa:

Oficina de Comunicação (62) 3225-4899

Sirlene Milhomem (62) 98176-0297 sirlene@oficinacomunica.com.br
Luísa Gomes (62) 99911-2950 luisa@oficinacomunica.com.br