CBA Alumínio

ago ter, 2021

Projetos realizados na Zona da Mata Mineira são destaques em publicações científicas reconhecidas no meio acadêmico

 

A parceria entre a Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) e a Universidade Federal de Viçosa (UFV) continua rendendo bons resultados e reconhecimentos na área ambiental. Estudos sobre Restauração Florestal, Conservação Hídrica e Reabilitação Ambiental foram temas de publicações científicas com relevância internacional. 

 

O uso de tecnologias inovadoras de monitoramento ambiental foi um fator determinante para o reconhecimento dos projetos, além da eficácia da metodologia utilizada nos estudos. Para Christian Fonseca de Andrade, gerente das unidades da CBA na Zona da Mata, os reconhecimentos reforçam a qualidade do trabalho desenvolvido em parceria com a UFV, além do legado gerado para a comunidade e para o meio acadêmico. 

 

“Nossa busca pela eficiência e o investimento contínuo em inovação tecnológica estão alinhados ao compromisso de ter uma operação com processos otimizados e de baixo impacto ambiental. Esses reconhecimentos atestam a qualidade das nossas ações e reforçam o comprometimento da Companhia e da Universidade no monitoramento das áreas mineradas, em prol de uma mineração sustentável e sem interferência na vocação do meio rural”, afirma.

 

Publicações Científicas

A parceria CBA-UFV obteve destaque internacional em 2021 ao compor artigos de publicações científicas da Ásia, Europa e América do Norte. O programa de estudos hidrológicos foi tema de publicação na revista científica “Land Degradation & Development”, com um artigo sobre o projeto “Escoamento superficial em áreas de mineração de bauxita”. A iniciativa integra o Programa de Estudos Hidrológicos da CBA, implementado em 2015 pelo Laboratório de Hidrologia Florestal da UFV. A revista é uma publicação dos Estados Unidos, reconhecida pela promoção dos estudos de monitoramento, controle e reabilitação da degradação em ambientes terrestres.

 

O projeto de escoamento superficial é desenvolvido sob orientação do professor Herly Carlos Teixeira Dias, coordenador do Laboratório de Hidrologia da UFV. O artigo publicado na revista norte-americana faz parte dos estudos conduzidos por uma de suas orientandas, a estudante de doutorado Aline Gonçalves Spletozer. “O programa de estudos hidrológicos é positivo para todos os públicos de interesse, pois permite aos estudantes a experiência do dia a dia; dispõe de dados científicos e conta com ações de impacto positivo para a preservação dos recursos hídricos; além de tirar dúvidas da comunidade sobre as atividades minerárias da CBA”, pontua o professor.

 

O artigo publicado na revista científica “Research in Ecology”, de Singapura, refere-se ao projeto “Aplicação de bioindicadores para o monitoramento da restauração florestal de áreas mineradas e de compensação da CBA”, que compõe o Programa de Restauração Florestal e Biodiversidade, em parceria com a UFV. O projeto verifica o potencial e a resiliência da área em restauração pós-mineração. O artigo é de autoria do professor Sebastião Venâncio Martins e dos pós-graduandos em Ciência Florestal, Wesley da Silva Fonseca, Luiz Henrique Elias Cosimo e Diego Balestrin.

 

Outro importante reconhecimento internacional resultante do programa de restauração florestal do LARF (Laboratório de Restauração Florestal) foi o artigo publicado na “Ecological Engineering”, da Holanda, uma das revistas com maior fator de impacto na área de ecologia, publicada pela editora Elsevier, uma das mais renomadas do mundo. O artigo analisa as áreas, critérios e métodos utilizados pela CBA para a restauração compensatória à mineração de bauxita, cujos resultados têm se mostrado positivos nas áreas de recuperação da Zona da Mata: mudas com ótimo crescimento e espaços antes ocupados por solo exposto encontrando-se totalmente cobertos por vegetação herbácea, arbustiva e arbórea.

 

Por fim, a parceria CBA-UFV ainda teve mais um importante destaque, desta vez em âmbito nacional. O livro “Águas e Florestas: Desafios para a Conservação e Utilização” conta com três capítulos resultantes de programas desenvolvidos pelo LARF, também referentes aos projetos de monitoramento ambiental e de bioindicadores de restauração florestal. Os artigos também são de autoria do professor Sebastião Venâncio Martins e dos pós-graduandos em Ciência Florestal, Wesley da Silva Fonseca, Luiz Henrique Elias Cosimo, Pedro Manuel Villa e Diego Balestrin. O livro, publicado pela Editora Científica Digital, é constituído de forma colaborativa entre professores, estudantes e pesquisadores que se destacaram e qualificaram as discussões nas áreas de preservação, hidrologia florestal e desenvolvimento sustentável.

 

O coordenador do LARF, Sebastião Venâncio Martins, professor titular do Departamento de Engenharia Florestal da UFV, está otimista com os reconhecimentos. “Vimos com grande satisfação os resultados dos projetos, que comprovam, mais uma vez, a viabilidade de restaurar uma área minerada e promover a preservação ambiental da região. Temos publicado dezenas de artigos científicos em revistas nacionais e internacionais e o amplo reconhecimento dos estudos mostra a seriedade da nossa pesquisa e do trabalho desenvolvido pela CBA. Tudo isso aponta para a sustentabilidade desse modelo de mineração de bauxita”, completa.

 

Sobre a CBA

Desde 1955, a Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) produz alumínio de alta qualidade de forma integrada e sustentável. Com capacidade instalada para produzir 100% de energia vinda de hidroelétricas próprias, a CBA minera a bauxita, transforma em alumínio primário (lingotes, tarugos, vergalhões e placas) e produtos transformados (chapas, bobinas, folhas e perfis). Em estreita parceria com seus clientes, a CBA desenvolve soluções e serviços para os mercados de embalagens e de transportes, conferindo mais leveza, durabilidade e uma vida melhor. A CBA está bem perto de você. Acesse: www.cba.com.br.

 

Assessoria de Imprensa CBA – Ideia Comunicação Empresarial

Ângelo Franco – angelo.franco@ideiacom.com.br | (31) 9.8435-9237
Josiane Souza – josiane.souza@ideiacom.com.br | (31) 9.8417-3130