CBA Alumínio

set seg, 2021

Primeira atividade presencial do projeto em 2021 ofereceu assistência técnica para a viticultura a produtores de Miraí, Muriaé, Rosário da Limeira e São Sebastião da Vargem Alegre

 

O Projeto de Inclusão à Fruticultura avança em 2021 e promoveu um Dia de Campo. No primeiro evento desse ano, realizado de forma presencial, o projeto deu continuidade à orientação e ao acompanhamento de produtores rurais na Zona da Mata mineira, com assistência e consultoria técnica para o cultivo de uva. Em cumprimento aos protocolos de segurança contra a Covid-19, o encontro envolveu 15 produtores rurais e foi dividido em duas partes: uma atividade pela manhã e outra à tarde, em propriedades de Muriaé e São Sebastião da Vargem Alegre, abordando temas como o plantio e a preparação dos cavalos de videiras e técnicas de enxertia e poda.

 

A ação faz parte do cronograma de trabalho da Equilíbrio Socioambiental – “ESA Consulting”, que conta com o patrocínio da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) e com o apoio do Instituto Votorantim, da ONG Atitude e da Associação dos Produtores Rurais de São Sebastião da Vargem Alegre (APRUSSVA). A Prefeitura de São Sebastião da Vargem também tem dado suporte ao projeto, integrando-o ao Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e à Universidade Federal de Viçosa (UFV), alinhando as contribuições do grupo para assim tornar a coalizão uma referência para a região.

 

Os participantes do Projeto de Fruticultura contam com um cronograma anual de reuniões mensais online, voltadas para alinhar as necessidades de cada produtor e esclarecer dúvidas. Até o final deste ano, ainda estão previstos mais dois Dias de Campo de forma presencial, além dos encontros virtuais para acompanhamento e orientações. Atualmente, 22 produtores da região participam do projeto, que contempla cerca de 90 pessoas nas propriedades, considerando-se os familiares e empregados. 

 

Dia de Campo e Viticultura

O Dia de Campo foi dividido em duas etapas e propriedades rurais. Pela manhã, as atividades foram conduzidas na lavoura do Sr. Ladir Antônio em Pirapanema, distrito de Muriaé. À tarde, o projeto levou os produtores à propriedade do Sr. Luiz Carlos Pinheiro, em São Sebastião da Vargem Alegre. As atividades foram conduzidas pelo especialista em viticultura, Felipe Jesus Piazarolli.

 

O tema principal desse Dia de Campo, em função do período do ano para a viticultura, foi a enxertia, a fim de que os produtores tenham suas produções de qualidade e com um bom brix (medição do teor de açúcares no produto). Eles receberam cartilhas sobre poda, enxertia e os cuidados com a segurança no manejo dos equipamentos e ferramentas. Ainda foi demonstrado como obter as melhores gemas (broto da videira) para fazer a enxertia, técnicas de armazenagem e manejo com os principais cuidados. Já para os novos produtores, que ainda estão iniciando as atividades, foi apresentado como se faz o plantio das mudas das videiras.

 

Segundo o coordenador de campo Rodolfo Fadino, da Equilíbrio Socioambiental, o grupo se mostrou otimista com o primeiro encontro presencial de 2021 e com os resultados obtidos até o momento. “Levando em conta o trabalho desenvolvido nos últimos dois anos, estimamos que os produtores, se continuarem as práticas e técnicas agrícolas já implantadas e compartilhá-las com os novos produtores, poderão ter um aumento médio da produção de 95% em 2021-2022, se comparado com a safra 2020-2021. Assim, o número de plantas em produção passará de 4.440 para 8.640 para a próxima safra”, destaca.

 

Christian Fonseca de Andrade, gerente da CBA nas unidades da Zona da Mata, explicou que a importância da iniciativa no incremento da renda dos produtores rurais e no fortalecimento econômico dos municípios onde a Companhia atua. “Investimos em ações sociais como essa, que são alinhadas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), geram valor compartilhado e colaboram para o desenvolvimento da região, incentivando o empreendedorismo individual e as cooperativas e associações com caráter produtivo. Por meio do projeto, conseguimos apoiar produtores rurais organizados para a melhoria da colheita e dos resultados. Tudo isso incentiva a geração de renda e o trabalho por meio da agricultura familiar”, ressalta.

 

Esse será o último ano de aporte da CBA no projeto. Agora, os produtores buscam desenvolver novas parcerias e apoio junto às prefeituras e à UFV, para a continuidade do grupo com novas orientações, pesquisas e desenvolvimento.

 

Inclusão à Fruticultura

Desenvolvido pela ONG Atitude, que recebe apoio da CBA, em parceria com o Instituto Votorantim, o Projeto de Inclusão à Fruticultura orienta e acompanha produtores rurais na Zona da Mata mineira com assistência e consultoria técnica, visando o fortalecimento dos negócios e da produção da região desde 2015, quando foi iniciado o plantio de banana na região. Em 2018, o plantio de uva foi incorporado ao projeto. A partir de 2020, com a pandemia da Covid-19, a assistência e a consultoria técnica oferecidas aos produtores passaram a ser realizadas remotamente, por videoconferência, ligações telefônicas e mensagens de WhatsApp. As orientações mais frequentes são sobre manejo, uso de defensivos agrícolas e questões burocráticas, como nota fiscal e critérios de rastreabilidade.

 

A região é propícia para a produção de uvas de mesa (consumo da fruta fresca). Assim, o projeto orienta e acompanha toda a produção da uva e capacita os participantes sobre os métodos de cultivo, além de fomentar o cooperativismo local. A empresa responsável pela consultoria tem reforçado o contato com os mercados local e regional para potencializar as vendas em 2021. Os produtores ainda estão participando de um curso do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) para a produção de suco de uva e caminham para desenvolver novas culturas na região, assim como foi com o projeto da banana, que também teve como parceiros a CBA e o Instituto Votorantim. 

 

Sobre a CBA

Desde 1955, a Companhia Brasileira de Alumínio – CBA produz alumínio de alta qualidade de forma integrada e sustentável. Com capacidade instalada para produzir 100% de energia vinda de hidroelétricas próprias, a CBA minera a bauxita, transforma em alumínio primário (lingotes, tarugos, vergalhões e placas) e produtos transformados (chapas, bobinas, folhas e perfis). Em estreita parceria com seus clientes, a CBA desenvolve soluções e serviços para os mercados de embalagens e de transportes, conferindo mais leveza, durabilidade e uma vida melhor. A CBA está bem perto de você. Acesse: www.cba.com.br

 

Assessoria de Imprensa CBA – Ideia Comunicação

Ângelo Franco – angelo.franco@ideiacom.com.br | (31) 9.8435-9237
Josiane Souza – josiane.souza@ideiacom.com.br | (31) 9.8417-3130