CBA Alumínio

set seg, 2019

A mostra contempla a sustentabilidade e a energia limpa presente nos processos industriais do grupo

Com o intuito de levar informação para empregados da companhia e alunos de escolas municipais da região, de maneira didática, a Companhia Brasileira de Alumínio – CBA promove até o dia 27 de setembro, no Centro de Vivência Ambiental (CVA), a exposição ‘O Legado do Alumínio’. Por meio de recursos audiovisuais, a mostra retrata as ações sustentáveis presentes em todas as etapas da cadeia produtiva do metal, contemplando a latente preocupação da indústria com o meio ambiente. Iniciativa fomentada pelo Programa de Educação Ambiental (PEA), projeto educacional da empresa que desde 2001 promove atividades instrutivas e culturais para disseminar a viabilidade ambiental da atuação minerária, também é uma parceria da CBA com a Votorantim Energia e o Legado das Águas, a maior reserva privada de Mata Atlântica do país, administrada pela Votorantim.

Proporcionando uma experiência imersiva aos estudantes e empregados, foi criado um circuito com imagens, maquetes e vídeos educativos que exibem os processos que acontecem na produção do alumínio, desde a extração da bauxita, às etapas industriais, como o refino, passando pela fundição até a fabricação dos produtos. Eles ainda podem conhecer o trabalho desenvolvido para reabilitação de áreas mineradas, onde são utilizadas técnicas avançadas para recuperar os solos em condições iguais ou melhores do que estavam antes das atividades de mineração.

Outro destaque da exposição fica por conta da experiência sensorial proporcionada pelo uso dos óculos de realidade aumentada. No tour virtual são apresentadas as usinas hidrelétricas administradas pela Votorantim Energia, onde é gerada a energia limpa e renovável que abastece a fábrica da CBA. Além disso, a série fotográfica ‘Floresta Viva’, de Luciano Candisani, ilustra momentos de diversas espécies que vivem no Legado das Águas, extensa área de Mata Atlântica no Vale do Ribeira, em São Paulo, para proteger as nascentes do rio Juquiá, que atende algumas das usinas hidrelétricas que abastecem a empresa.

Dentro da programação, está previsto também um encontro com o diretor do Legado das Águas, David Canassa, no dia 26 de setembro, às 8 horas, que falará sobre a reserva e o trabalho desenvolvido por lá. Para encerrar a semana de exposição, será realizado um plantio de mudas arbóreas doadas pelo Instituto OMP, em uma área verde da Votorantim Energia em Ibiúna.